Clube de ARTES

INTRODUÇÃO


O Clube de Artes é um ponto de encontro para alunos, na sala 10, onde se promove a expressão e a criação, conferindo à escola património artístico e aos alunos em geral momentos de aprendizagem, descoberta, partilha e harmonia entre jovens de várias faixas etárias que trabalham ao mesmo tempo no mesmo espaço.

Esta ação conjunta, reflete-se não só no desenvolvimento de trabalhos artísticos, mas também na obtenção e divulgação de cultura em toda a sua transversalidade.

A capacidade de criar e aprender, envolve jovens de todas as áreas de aprendizagem e promove a melhoria de resultados escolares a todos os participantes, porque neste espaço também existe o potencial de promover articulação com todas as áreas de conhecimento e por isso desenvolvem-se trabalhos gráficos que ilustram e dão forma a conteúdos e aprendizagens de todas as disciplinas. A participação no Clube de Artes, amplifica a noção dos alunos sobre o que é aprender através da descoberta, orienta os indivíduos na construção da sua individualidade, e valoriza cada um num contexto global.

A QUEM SE DESTINA?


Destina-se a alunos do 2º e 3º ciclos do ensino básico, que permaneçam na escola por falta de transporte para se deslocarem para casa; demonstrem gosto pelas atividades artísticas e artesanais; apresentem criatividade e capacidade de trabalho; demonstrem gosto pela escola como espaço de convívio e de formação.

SÃO OBJETIVOS DESTE CLUBE:


  • Desenvolver uma cultura de trabalho, de qualidade científica e pedagógica assentes na prática colaborativa entre os membros da comunidade educativa.
  • Consolidar as práticas de articulação horizontal e vertical do currículo sustentando emoções e decisões tomadas pelos docentes dos diferentes níveis de educação e ensino, que se traduzam numa melhoria contínua e consistente dos resultados.
  • Garantir a inclusão efetiva criando as condições e os recursos necessários para prestar apoios a todos alunos identificados que dele necessitem nos termos da lei.
  • Desenvolver nos alunos uma identificação positiva com o AESCT, uma cultura de satisfação, orgulho e
    pertença que os acompanhe para a vida.
  • Sensibilizar os vários membros da comunidade educativa para a participação ativa no processo educativo, valorizando o seu papel.
  • Desenvolver a consciência ecológica nos alunos e dar a conhecer técnicas de reciclagem de papel.
    Promover a aquisição de novas competências pessoais, sociais e cognitivas.
  • Sensibilizar a comunidade escolar para as artes plásticas.
  • Desenvolver a criatividade e imaginação.
  • Explorar várias técnicas e materiais.
  • Desenvolver nos alunos o espírito artístico/crítico.
  • Apoiar nas atividades da Escola.
  • Promover a interdisciplinaridade
  • Promover atitudes de respeito e convívio.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:


O clube funciona às segundas-feiras, quintas-feiras e sextas feiras, na sala 10, das 16h10m às 17h

PLANO DO CLUBE:


O Clube das Artes tem como objetivos sensibilizar os alunos e toda a comunidade escolar para a importância das artes, promover e divulgar as artes plásticas, como forma de expressão individual e coletiva, desenvolver a criatividade, a imaginação e a intuição, enquanto geradoras da expressão artística e de códigos pessoais de comunicação e proporcionar de forma criativa e educativa a ocupação dos tempos livres dos alunos.

Projeto / ClubeClube de ARTES
Professora ResponsávelAna Maria Paulo
Público-alvoAlunos do 2º e 3º ciclos do Agrupamento de Escolas de Santa Cruz da Trapa
Duração / Horário3 tempos (segundas-feiras, quintas-feiras e sextas-feiras, das 16h:10m às 17h, na sala 10.)
Áreas a privilegiarPintura, escultura e cenografia. Experienciar várias técnicas do fazer artístico (acrílico, pastel de óleo, grafite, lápis e canetas de cor, guache, papel, gesso e barro).
Metas do PEPromover nos atores educativos sentimentos de motivação e pertença pela escola.
Melhorar o sucesso educativo, tendo em conta as metas educativas definidas.
Promover o mérito valorizando os saberes escolares.
Promover a formação integral dos alunos nas vertentes, física, intelectual, cultural, cívica e social.
Promover a igualdade de oportunidades dos alunos, atendendo à diversidade da sua condição humana, social e económica.
Cultivar o desenvolvimento de práticas inovadoras, rentabilizando os conhecimentos adquiridos.
Promover atividades tendentes à consciencialização da comunidade educativa para as questões cívicas, ambientais e da promoção da educação para a saúde e segurança.
Maximizar o intercâmbio entre a escola e os parceiros educativos.
Objetivos EspecíficosEnriquecer os alunos de competências técnicas para a produção artística no âmbito do desenho, pintura, colagem, escultura e cenografia.
Conceção da realização plástica da peça teatral.
Estratégias / Atividades a desenvolverOs alunos irão realizar composições plásticas na área da pintura, escultura sobre a temática da reciclagem.
Realização de duas exposições no decorrer do ano letivo.
Formas da AvaliaçãoPelo empenho, interesse, assiduidade, participação e qualidade dos trabalhos realizados pelos alunos.

Alunos do Clube de Artes Conquistam o 1.º Prémio do Concurso “Matemática e Grandes Obras de Arte”.

Os alunos do 3.º ciclo do clube de artes, do AESCT, em pares, coordenados pela professora Ana Paulo (Educação Visual), receberam no dia 9 de março, no Departamento de Matemática da Universidade de Coimbra, o primeiro prémio do Concurso “Matemática e as grandes obras de arte”.

Este concurso foi lançado pela Sociedade Portuguesa de Matemática, integrado nas atividades de divulgação do Dia Internacional da Matemática (14 de março) , desenvolvidas em conjunto com o Centro de Matemática da Universidade de Coimbra e o Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.

O concurso pretendeu aliar a imaginação e o espírito criativo dos jovens ao seu interesse pela matemática e artes, apresentando ideias matemáticas através do desenho da recriação de uma obra de arte clássica com o símbolo PI.

No entendimento da organização, tal como plasmado no regulamento do concurso, “Fazer matemática requer imaginação e criatividade, para além de muito trabalho, rigor e espírito crítico.” Os objetivos desta original iniciativa passam por “incentivar o interesse dos jovens pela Matemática, estimular a sua imaginação, valorizar o espírito criativo e a capacidade de inovação, promovendo a simbiose entre a Matemática e a Arte.”

Os alunos do clube de artes, do 3.º ciclo, responderam ao desafio da organização, escolhendo uma obra de arte clássica e mostrando a sua relação com a Matemática. As obras executadas integraram o tema “π na obra de arte …”, tendo os alunos escolhido aquela de que mais gostavam, bem como os seus artistas plásticos preferidos, recriando-a com símbolos matemáticos e com o PI.

A cerimónia de entrega dos prémios e inauguração da exposição dos trabalhos selecionados foi o culminar deste projeto. 

Todos os trabalhos dos estudantes do clube de artes foram selecionados para fazerem parte da exposição patente no Departamento de Matemática, em Coimbra, desde o dia 9 ao dia 22 de março. 

Obtiveram uma menção honrosa os alunos Leandro Dias e Simão Pereira, do 8.ºB, e conquistaram o primeiro lugar, na Categoria A, destinada a alunos do 3º Ciclo do Ensino Básico, as alunas Joana Gomes e Lara Lopes, do 8.ºB, tendo sido representados na entrega do prémio pelo estudante Leandro Dias e pela professora Ana Paulo.

A participação neste concurso só foi possível porque a submissão dos trabalhos a concurso foi prolongada para o dia 16 de fevereiro. Este projeto estava planificado para um intercâmbio entre os alunos do clube de artes do AESCT e os alunos do PIEF do Agrupamento de Escolas de Mangualde, no projeto “Arte nas escolas”, com a dinamização de duas exposições: Comemoração do dia internacional da Matemática, 14 a 22 de março, no Agrupamento de escolas de Mangualde e na semana das Artes, no Agrupamento de Escolas de Santa Cruz da Trapa.

Por detrás de um grande sucesso, há sempre um grande grupo de alunos e professores. Seria impossível chegar aonde chegamos hoje, sem o trabalho de cada um de nós em prol deste grupo, sem o empenho e disciplina com que este grupo trabalha.

Hoje, só posso agradecer a cada um e cada uma de vós! O nosso trabalho é recompensado em cada sucesso. Ainda temos muito caminho pela frente. Espero sempre poder contar com este grupo maravilhoso!

Gratidão é tudo que sinto por poder trabalhar ao lado de alunos inspiradores como vós.

Feira de Inverno

Alunos dos 8.º e 9.º anos, da Escola Básica Integrada de Santa Cruz da Trapa, promoveram, nos dias onze e doze de dezembro, durante todo o dia, a feira de inverno com os produtos da terra e diversos objetos artísticos e utilitários. Uma iniciativa dos grupos disciplinares de educação visual, geografia, cidadania, história e português, em articulação com o clube de artes, ambiente e a APAST.

Na feira, os alunos venderam produtos agrícolas, objetos artísticos e outros, retratando uma verdadeira feira, com o objetivo de angariar verbas para uma viagem de estudo. A comunidade escolar foi convidada a participar na feira de inverno, assim como os alunos das restantes escolas do Agrupamento.

Os professores responsáveis (Ana Paulo e Ana Cruz) e os alunos dos 8.º e 9.º anos agradecem a toda a comunidade escolar o apoio que lhes foi dado.

Natal Amarelo

No âmbito do projeto Eco Escolas, os alunos do clube do Ambiente, em parceria com o clube das Artes, participaram na atividade “Natal Amarelo. Cria uma árvore Amarela e faz brilhar o teu Natal!”. A atividade consistiu na construção de uma árvore de Natal predominantemente com embalagens da Tetra Pak da Marca Compal, prevalecendo a cor amarela.

A árvore encontra-se armada no átrio da escola.

Ismael Sousa – “O artista vem à escola”

“O artista vem à escola” – Ismael Sousa-  é uma atividade promovida pelo clube de artes. Neste ano letivo, a EBI de Santa Cruz da Trapa vai contar com a vinda  de alguns artistas e artesãos a fim de aproximar os alunos das diversas expressões artísticas.

O projeto “O artista vem à escola” está a causar um impacto positivo nos alunos, dando-lhes a oportunidade de ter um contacto próximo com personalidades ligadas a diferentes áreas artísticas, como estilismo, pintura, escultura e artesanato.

Dirigido aos alunos dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico, o projeto envolve alunos, artistas e artesãos da região, associações, junta de freguesia e  município, totalizando cerca de uma dezena de experiências criativas a desenvolver ao longo do presente ano letivo. O objetivo é promover o contacto direto entre alunos e artistas, através da dinamização de um conjunto de atividades e de experiências de educação, propondo metodologias inovadoras de aprendizagem na área das artes.

No âmbito destas visitas à escola, os artistas/ associações culturais e artesãos do território de Lafões dão a conhecer os seus domínios artísticos, estimulando assim nos alunos a sensibilidade estética e artística, bem como o pensamento crítico e criativo, permitindo-lhes identificar a arte performativa, as técnicas, a apreciação visual e sensorial, consignadas à arte, à criatividade e à apreciação de uma obra.

Nas visitas realizadas até ao momento, o estilista Ismael presenteou-nos com algumas técnicas para a elaboração de croquis e a construção de uma peça de roupa, com tecidos reaproveitados.